Paulo Lellis, Auxiliar de Serviços Jurídicos
  • Auxiliar de Serviços Jurídicos

Paulo Lellis

Campo Grande (MS)
21seguidores105seguindo
Entrar em contato

Sobre mim

Paulo Lellis, Aprendiz de Direito e Justiça.
Cursa Direito na Universidade Católica Dom Bosco. (2014 - 2018)

Comentários

(107)
Paulo Lellis, Auxiliar de Serviços Jurídicos
Paulo Lellis
Comentário · há 13 dias
A questão do texto não se diferencia do que realmente acontece nas grandes metrópoles.

Vejam que os senhores apresentam um discurso que se assemelha a vetusta política criminal, trazendo soluções reacionárias e simplistas, como 'matou tem que morrer', 'roubou tem que cortar a mão', etc.

Quando na verdade a solução seria o enfrentamento desta mesma questão com viés voltado a uma mazela de saúde pública, cometimento de furto em função do uso de entorpecentes e a manutenção deste vício, daí que argumentos e técnicas de política criminal não resolvem, vejam o RJ.

Por isso que simplesmente matar não é a solução, se fosse, não teríamos altos índices de violência em um estado sob intervenção federal.

Logo, precipuamente, não estou dizendo que seria a solução absoluta, mas se fossem aplicados esforços no sentido de evitar, o desemprego e segundo o consumo excessivo de entorpecentes poder-se-ia ter resultados notórios.

Por isso que a implantação de políticas de DH e de reinserção do indivíduo infrator na sociedade tem que ser aperfeiçoada em nossos estados, a segurança pública além de cuidar da segurança e ter que ser voltada a política criminal, tem que começar a ter este viés e combater a raiz dos problemas das drogas e não o resultado imediato do problema, por isso que o fato de alguém individual portar arma se dizendo "cidadão de bem" não irá resolver tal problema deveras complexo.

Segurança é de responsabilidade todos., por isso não podemos, enquanto sociedade, se dizer vítima de uma situação e deliberadamente pregar a morte do outro, todos somos reféns do sistema ineficiente que o estado proporciona, isso é fato.

Ninguém está aqui defendendo bandido ou mocinho, eventualmente todos temos que descascar este abacaxi juntos, a nossa divergência está em encontrar a raiz do problema, pois não estou disposto a simplesmente a jogar sujeira embaixo do tapete (leia-se: corpos em valas) e fingir que a morte é de ser de todo celebrada.

Tem uma cena do Al Pacino interpretando o traficante Tony Montana em "Scarface" que retrata a sociedade desta maneira, recomendo: - What you lookin' at? You all a bunch of fuckin' assholes. You know why? You don't have the guts to be what you wanna be? You need people like me. You need people like me so you can point your fuckin' fingers and say, "That's the bad guy." So... what that make you? Good? You're not good. You just know how to hide, how to lie.

Recomendações

(225)

Perfis que segue

(105)
Carregando

Seguidores

(21)
Carregando

Tópicos de interesse

(40)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

ANÚNCIO PATROCINADO

Outros perfis como Paulo

Carregando

Paulo Lellis

Avenida Afonso Pena 2386 - Campo Grande (MS) - 79002-074

(67) 3382-06...Ver telefone

Entrar em contato